facebook_pixel

Haiti: Essa é a Igreja Sofredora

 abril 19, 2017
 2
19 abril 2017

A MAIS nasceu no Haiti, em 2010, após o terremoto que abalou o país. Mesmo assim, vemos o verdadeiro motivo de estarmos naquele país nos dias de hoje: uma história sendo escrita por missionários nativos, verdadeiros agentes de transformação da sociedade na qual estão inseridos.

Há 7 anos, depois daquele terremoto, nossos missionários brasileiros foram ao Haiti, realizaram um diagnóstico de campo, decidiram as ações emergenciais e começaram um discipulado e desenvolvimento com os cristãos locais. E é hoje que vemos os frutos e resultados daquele tempo, uma oportunidade que Deus usou em meio ao caos.

Em outubro de 2016, o furacão Matthew tocou o solo no Haiti, causando desastre por onde passou, deixando pessoas desabrigadas e muitas outras fatalidades. A MAIS, novamente, realizou um diagnóstico de campo, definiu as ações emergenciais e desenvolveu projetos de desenvolvimento sustentável para a comunidade nos próximos anos. A diferença de 2010 para o ano passado é que tudo foi realizado por nossos missionários haitianos, que viajaram ao sul do país poucos dias depois do furacão e puderam ver a melhor maneira de ajudar seus irmãos.Os desafios não param, e o trabalho da MAIS acontece a partir de crises pontuais, como a que marcou o seu nascimento, promovendo desenvolvimento. Os missionários nativos ali não só entenderam essa proposta, como estão desenvolvendo na prática o que foi ensinado.

Tudo o que tem sido desenvolvido por meio de nossos missionários haitianos é fruto dos propósitos de Deus para este povo, por meio deles. Nos emocionamos ao saber que a base da MAIS no Haiti é composta somente por missionários nativos, que foram discipulados e treinados para lidar com suas crises locais e, hoje, após serem treinados e discipulados, estão preparados para os desafios presentes, e os que estão por vir. O motivo da MAIS estar no Haiti hoje é para que os haitianos sejam agentes de transformação na sociedade, e isso já tem acontecido, e para que preparem as próximas gerações para esse próximo passo.

Faça parte da história que Deus vem escrevendo no Haiti. Clique aqui e seja parceiro da MAIS.

 

2 responses on “Haiti: Essa é a Igreja Sofredora

  1. Elizabeth disse:

    Benção, glória a Deus,

  2. Sueli disse:

    Glória a Deus,mesmo com luta,em nome de Jesus,continuarei cooperando,porque essa é a vontade de Deus.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Shares
Share This
MAIS no Mundo